quem sou eu? | who am I?

000210

*no english version… yet*

Quem sou eu?
Nasci em Lisboa, de mãe saloia e pai beirão. Vivi muito tempo em Alcobaça, estudei em Lisboa e fui morar dois anos para a Serra do Açor (com os meus avós beirões). Entretanto voltei para Lisboa e lá fiquei por quatro anos. Entretanto, mudei-me para uma aldeia próxima do Cartaxo. Costumo dizer que estou a meio caminho entre as luzes e prédios da cidade e o mundo rural mais profundo.
Não tenho nenhuma vocação específica para nada e gosto de tudo (tudo mesmo) um pouco. No presente, sou a mãe de uma família grande. Mãe, pai, três meninos, uma menina, um gato, uma cadela e duas galinhas.
Trabalho? Fiz investigação em Linguística Aplicada, sobrevivi a um longo projeto de doutoramento. Atualmente dou aulas na área da Linguística / Português no Instituto Politécnico de Leiria.
Tenho muito pouco tempo extra, por isso preciso de hobbies que me façam voar bem alto!
Entre eles vivo a loucura das fibras naturais e amigas da natureza e a obsessão de arranjar tempo livre para fazer malha. Não faço nem metade, nem um terço, de todos os projetos que vou seguindo na comunidade do ravelry. E não fiz nem um décimo do que há nos poucos livros que ousei ir comprando ao longo dos anos. Mas vou experimentando, muitas vezes desfazendo, sem terminar, outras vezes alterando a lógica inicial e acabando com coisas completamente loucas!
Depois das meias de lã, calças de algodão e bambu, ponchos, gorros, mantinhas, malinhas, pulseiras, pegas para a cozinha, e outras experiências das quais já nem lembro, fiquei apaixonada pelas peças de inspiração tradicional do livro da Rosa Pomar: Malhas Portuguesas.
Tenho andado a explorar os projetos deste livro com os fios naturais e nacionais a que vou tendo acesso na loja da mesma autora. No início de 2013 comecei a explorar algumas novidades entre as mais incríveis lãs artesanais portuguesas e já não quero outra coisa. Zagal, Beiroa, Bucos, Cobertor e Mirandesa, estas são as minhas malhinhas.
(Apesar disso, confesso-me incapaz de matar em mim a loucura pelas malhas da marca japonesa Noro e da uruguaia Malabrigo.)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s