receita traduzida: xaile tricotado em sombra | translated pattern: shadow knitting sock yarn scarf

Dei de caras com este projeto num dos posts da Retrosaria. Fiquei apaixonada e decidi experimentar com um dos meus fios estrangeiros mais adorados, o Noro Kibou comprada aqui. O resultado: pequenote porque só tinha dois novelos, mas inevitavelmente lindo.

0001

O título do projeto pode ser traduzido de muitas maneiras. Xaile sombreado, xaile tricotado em sombra, etc etc. Mas o modo de fazer não tem que enganar. A minha primeira tradução de um projeto de tricô publicada em linha. Espero que seja útil. (E se encontrarem algum erro, por favor digam!)

Não é particularmente difícil e, além disso, podem contar com a preciosa ajuda da Filipa que vos mostra aqui como trabalhar duas vezes a mesma malha.

O padrão original está acessível, gratuitamente, aqui. O sítio da criadora é aqui.

Xaile tricotado em sombra com fio para meias

Fio usado: 200 g de Austermann Step
Agulhas: 3,25 mm
Medida: 23 malhas x 36 carreiras (para um quadrado de 10cm no padrão)

Abreviaturas usadas nesta receita:
MM = malha de meia (equivalente ao inglês Knit)
ML = malha de liga (equivalente ao inglês Purl)
M2x = trabalhar duas vezes a mesma malha (equivalente ao inglês Kfb)
LAÇ = aumento por laçada (equivalente ao inglês Yarn Over)
PM = passar a marca

Passos:
1. Montar 6 malhas.
2. Trabalhar as malhas da seguinte forma:
Carreira 1 – M2x, MM1, LAÇ, MM2, LAÇ, MM1, M2x.
Carreira 2 (e todas as carreiras pares até à 10) – Trabalhar em MM.
Carreira 3 – M2x, MM3, LAÇ, MM2, LAÇ, MM3, M2x.
Carreira 5 – M2x, MM5, LAÇ, MM2, LAÇ, MM5, M2x.
Carreira 7 – M2x, MM7, LAÇ, MM2, LAÇ, MM7, M2x.
Carreira 9 – M2x, MM9, LAÇ, MM2, LAÇ, MM9, M2x.
Carreira 11 – M2x, MM11, LAÇ, MM2, LAÇ, MM11, M2x.
Carreira 12 – MM13, ML2, introduzir marca, ML15.
Carreira 13 – M2x, MM13, LAÇ, MM1, PM, MM1, LAÇ, MM13, M2x.
Carreira 14 – ML17, PM, ML2, MM15.
Carreira 15 (e todas as carreiras ímpares de ora em diante) – M2x, MM até restar uma malha                                antes da marca, LAÇ, MM1, PM, MM1, LAÇ, MM até restar uma malha, M2x.
Carreira 16 – MM17, ML2, PM, ML19.
Carreira 18 (e todas as carreiras pares de ora em diante) – Ao começar uma carreira par deve                                 haver haver três carreiras com os borbotos da malha de liga.
Se houver apenas duas carreiras com os borbotos da malha de liga, é necessário                               trabalhar a carreira par em malha de liga até duas malhas antes da marca.
As duas malhas antes e depois da marca são sempre trabalhadas em malha de liga.                           O trabalho com a 3ª malha a seguir à marca, e com todas as restantes, será sempre                           o oposto do que foi feito na primeira metade da carreira.
Quando há três carreiras com os borbotos da malha de liga, trabalha-se em MM na                           primeira metade da carreira e em ML na segunda metade da carreira.
(N.T. Atenção que deve sempre respeitar-se a regra: As duas malhas antes e depois                           da marca são sempre trabalhadas em malha de liga. )
3. Continuar a trabalhar com estas duas últimas carreiras (15 e seguintes e 18 e seguintes), até restar fio suficiente para cinco carreiras em ponto jarreteira para a orla do xaile.
4. Rematar as malhas sem apertar muito.
5. Usar e disfrutar!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s