projeto meias da concha e dicas para tricotar meias 2/3 | sock knitting tips 2/3

Vamos lá então ver como se começa as meias? Sigo de perto as instruções do padrão original recuperado e muito bem escrito pela Rosa Pomar (referenciado no ravelry e publicado neste livro aqui). Vou ilustrar como se poderá dar início ao trabalho, ao mesmo tempo que partilho algumas dicas. Para quê tanta coisa? Porque estou a adorar ❤ e porque defendo a causa das malhas e motivos portugueses!!! 🙂
*Ok let’s go and learn how to start these socks? I’m following the original pattern very close – it was recovered and very wel written by Rosa Pomar (indexed here in ravelry and published in this book). I’ll try to illustrate how you can start with it, while sharing some personal tips. Why bother? What’s all the effort for? Just because I’m enjoying this ❤ and because I’m standing for Portuguese yarns and patterns!!! :-)*

O primeiro passo de todos: juntar o material necessário. Vamos precisar de dois conjuntos de agulhas de ponta redonda: um de 2,00mm e outro de 2,5mm. O padrão sugere o uso de lã Bucos Meias que é adequada para trabalhar com agulhas de 2,5mm (e que está de momento indisponível!) e em duas cores contrastantes, o castanho e o branco.

Eu estou a usar lã superwash (marca desconhecida!), o que significa que (já) não é  lã natural e que pode ser lavada na máquina (a baixa temperatura). Em combinação com lã Noro Sock Kureyon (uma gama de fio que a Noro deixou de ter disponível, sorry). Ambas apropriadas para agulhas de 2,5mm. Não foi propriamente uma escolha pessoal: foi fruto das circunstâncias. Ofereceram-me dois novelos dessa lã rosa e tinha guardada há algum tempo um resto dessa Noro específica para meias.

  • Dica n.º 1: escolham lã apropriada para o trabalho. Fina e, se possível, com uma pequena percentagem de poliamida. Não pareço eu a falar, eu sei, mas esta pequena percentagem de poliamida vai ajudar as vossas meias a sobreviverem ao uso. Verão que vale a pena. E se vão comprar de propósito, atenção: não é preciso muita lã. Dois novelos de 50g chegam (e sobram). Considerem: cada uma das minhas meias da concha pesa 35g. 😉

E as agulhas de duas pontas, como escolher? Como comprar? Eu uso agulhas de bambu. Não é fácil encontrar este tipo de agulhas nas retrosarias mais comuns eu sei. As minhas comprei-as pela amazon, há uns anitos valentes. Mas hoje já podem escolher entre estas todas à venda na Retrosaria da Rosa Pomar (Lisboa/em linha), entre estas à venda na Ovelha Negra (Porto/em linha) e estas à venda na Bola de tons (Coimbra/em linha). (Quem é amiga, quem é?) Porquê bambu?

  • Dica n.º 2: nas agulhas de bambu as tuas malhas não deslizam ou fogem tão facilmente. O bambu não tem o toque frio (do metal/do plástico). As pontas de bambu não fazem aquele ruído metálico quando trabalhamos mais rápido. Bónus: estás a usar material natural, o que valoriza grandemente a tua atividade. Nota: escolham marcas que garantem que a origem do bambu foi ecologicamente controlada.

E… porquê dois conjuntos? Como se lê na execução do projeto, o topo da meia que a segura à nossa perna (ou canela) é elaborado com as agulhas mais finas. Assim se garante que fica sempre um pouco mais justo que o que se segue, conservando as nossas meias lindas cá em cima. E não ficará apertado demais? Não, porque neste primeiro passo da execução, trabalha-se com um ponto diferente.

Segundo passo: montar as 60 malhas, distribuindo-as por quatro agulhas de 2,00mm. É a vossa primeira vez com agulhas de ponta dupla ou com o tricotar em círculo?

O número é de conta certa: quinze malhas por cada agulha. E o resultado é este.

01_montar_60_malhas

02_agulhas_para_comecar

Notam uma agulha diferente? Pois é, nos meus primeiros projetos parti uma das agulhas do conjunto. 😛 A substituta é de metal. Nestas fotos-tipo-tutorial até parece que o seu uso é propositado. Desta forma podem ver qual a agulha que foi usada em primeiro lugar, na montagem das malhas.
Agora um detalhe importante. Quando trabalhamos com agulhas de ponta dupla em malha circular queremos que as agulhas a uso (ou agulhas de trabalho, se quiserem) estejam acima das outras e que todas as outras estejam abaixo.

  • Dica n.º4: Sempre que começamos a trabalhar as malhas de uma agulha esta agulha deve ser posicionada acima das outras. Temos de colocar as agulhas de trabalho acima das outras. Temos de “empurrar” para baixo aquela agulha cujas malhas acabámos de trabalhar.
  • Dica n.5: É ainda mais agradável se colocarmos abaixo de todas a agulha que está no meio das agulhas em repouso. 🙂

Isto pode ser visualizado com a primeira volta do trabalho. Para começar a primeira volta, vamos colocar a agulha (livre) acima das outras.

03_comecar_posicionar_agulha
04_comecar_posicionar_e_marca

E pronto! Preparadas as malhas e as agulhas, colocamos a marca de início/fim de carreira, como indica a instrução do livro.

Canelado ou bainha de bicos? Confesso que prefiro o canelado: sim, é mais fácil e bonito (para mim). Mas a bainha de bicos é um mimo de ver quando já feita por outras mãos.

Antes de avançarem muito: atenção a outro detalhe igualmente importante. Quando trabalhamos com agulhas de ponta dupla em malhar circular não queremos que se veja o ponto de passagem entre as agulhas! O livro da Rosa Pomar formula de forma clara um precioso conselho. “Se  o ponto de passagem de agulha para a outra de notar no trabalho, proceder da seguinte forma: uma vez trabalhadas todas as malhas de uma agulha, trabalhar sempre ainda mais duas malhas da agulha seguinte com a agulha da mão direita antes de pôr a uso a agulha que ficou vazia.” (Malhas Portuguesas – História e prática do tricot em Portugal, p. 83)

O canelado é feito assim: repetindo a sequência duas malhas trabalhadas como liga (2ML) e duas malhas trabalhadas como meia (2MM). No início da segunda volta o meu trabalho estava assim:

05_segunda_carreira
Está a fazer sentido? Podemos continuar?

Advertisements

One thought on “projeto meias da concha e dicas para tricotar meias 2/3 | sock knitting tips 2/3

  1. Pingback: dicas sobre tricotar meias 3/3 | sock knitting tips 3/3 – *as malhinhas da mamã*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s