imperdoável | unforgivable

Quando fui ao Jardim de Infância falar sobre a lã, há uns meses atrás, pedi à educadora que me enviasse fotos. Nessa altura, tornou-se mais claro o projeto conhecer a lã e até o incorporei no trabalho com malhas portuguesas nas mãos. Mas esqueci-me completamente de fazer aqui o registo, delimitado, particular, do que fizemos no Jardim! Imperdoável!

colagem01

Estava um dia frio na rua. Sentamo-nos todos na sala do prolongamento e o calor humano rapidamente fez esquecer o frio. Isso e as fotos das ovelhas. Mostrei-lhes umas fotos de ovelhas de vários pontos de Portugal, dirigi a atenção das crianças para pormenores como: a cor da lã, o comprimento do pelo, o tamanho das ovelhas, o meio ambiente.

Depois vimos este fantástico vídeo da tosquia da Rosabela absolutamente delicioso. A conversa ficou animada, porque estas crianças são pequenas só em tamanho e adoram partilhar as ideias e experiências que preenchem a sua grande alma.

Agarramo-nos então às fotografias e ensinamentos do livro dedicado ao trabalho das Mulheres de Bucos e falamos sobre o ciclo da lã. A inquietação começou: era o momento de lhes mostrar vários novelos, novelinhos e novelões, meadas e mechas de lã, rótulos e etiquetas, agulhas…

“E qual é a lã mais fofinha? A azul (marca João) ou a cor-de-laranja (marca Cobertor)?” Sabem qual o foi o resultado? Um belo de um empate – ou, mais precisamente, uma valente confusão. É que a ideia do fofinho e a sensação do fofinho não é universal, não é imediata, não é permanente… As opiniões foram tudo menos unânimes. O máximo!

Assim passamos a primeira parte da nossa atividade. Só que ainda havia tempo e eu ia preparada para algo mais prático, mais criativo e mais mãos na massa. Fomos para a sala de trabalho da educadora. Levei raminhos de pereira e pequenos rolos de lã para feltrar. Tinha passado o dia anterior a pensar nisso.

A minha proposta de exploração dos ramos/teares era livre. E o resultado foi, portanto, surpreendente. Uma das paredes da sala fioi transformada num aquário com peixes de vários tamanhos e muitas algas. É que a lã era, maioritariamente, verde… Dá para ver como ficou nas fotos?

Gostei muito e acho que os meninos também gostaram.
Obrigada MJ., pela abertura e pela disponibilidade. Até à próxima! 😀

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s